TRUMP - O PRESBITERIANO


"Apesar de já não freqüentar regularmente uma igreja presbiteriana, Trump foi criado como Presbiteriano e ainda se considera um, dizendo: "minha religião é uma religião maravilhosa".
(Como jovem em Nova York, ele começou a frequentar a Marble Collegiate Church, congregação reformada, e nos últimos anos, ele tem sido associado com Paula White, uma pastora evangelica de uma mega-igreja, que vai rezar na sua inauguração.)

O primeiro presbiteriano a ocupar a Casa Branca foi Andrew Jackson eo último, antes de Trump, foi Ronald Reagan. Tanto Jackson quanto Reagan tinham ascendência escocesa-irlandesa. A mãe de Trump imigrou para os Estados Unidos da Escócia.


Uma pesquisa recente feita pelo Pew Research Center mostra que muitos americanos se preocupam com a fé de seus líderes. Por exemplo, metade de todos os adultos americanos dizem que é importante para um presidente compartilhar suas crenças religiosas. E mais pessoas agora dizem que há "muito pouco" discussão religiosa por seus líderes políticos (40%) do que dizer que há "muito" (27%)." Fonte: Pew Research

Na cerimônia de posse do 45o presidente dos EUA, a oração da pastora Paula White quebrou o protocolo de mais de 200 anos, dirigindo a oração cerimonial.
video

O último presidente presbiteriano, Ronald Reagan, foi o que mais contribuiu para a aproximação da Casa Branca com o Vaticano. Reagan e Vojtyla [João Paulo II] foram muito além derrubando o Comunismo Europeu e acabando com a Guerra Fria.

Se esta linha política-religiosa for retomada com o presbiteriano Donald Trump, logo veremos a segunda parte da profecia de Apocalipse 13.13-18 se cumprindo; onde os EUA promove o Vaticano como religião mundial e cria leis para que "a terra e seus habitantes adorem a primeira besta" v12up.

OS EUA COMO UM CORDEIRO

Embora "a Constituição dos Estados Unidos proíbe qualquer teste religioso ou exigência de cargos públicos, ainda assim, quase todos os presidentes da nação foram cristãos e muitos foram episcopais ou presbiterianos, com a maioria do resto pertencente a outras denominações proeminentes.

O novo presidente da nação, Donald Trump, certamente ajusta esse padrão. Trump é o nono principal executivo da nação a ser afiliado com uma igreja presbiteriana. Presbiterianismo tem suas raízes na Inglaterra e Escócia e tem sido ativo na América do Norte desde o século XVII."
Fonte: Pew Research

A Segunda Besta que sai da Terra "parece um cordeiro" v11up; e esta característica pode ser vista no perfil dos presidentes norte-americanos eleitos até o momento.

O principal argumento histórico para essa descrição da profecia é o pretenso caráter religioso destes presidentes. Todos os 45 presidentes eleitos, eram cristãos protestantes, com exceção do J.F. Kennedy que não era protestante, embora fosse cristão.

 
Curiosamente o único católico J.F. Kennedy foi assassinado; o que seria de um presidente católico na presidência dos EUA, a fim de promover a aproximação do Vaticano com os EUA?

Essa aproximação é o climax do papel da Segunda Besta na profecia de Apocalipse 13.12 - "faz com que a terra e seus habitantes adorem a primeira besta [Papado/Vaticano]".

Esses fatos apenas afirmam a credibilidade da profecia bíblica; o que Deus revela em Suas profecias é fidedigno.

Se a profecia afirma esse perfil da Segunda Besta [EUA] e esse perfil é real, a segunda parte da profecia que descreve esse mesmo país se aliando à Segunda Besta, também irá ocorrer.

Tudo é apenas uma questão de tempo.