A GUERRA ENTRE EUA E CORÉIA SERIA O FIM


"Atualmente, acredita-se que a Coreia do Norte tenha mais de mil mísseis de capacidades distintas, incluindo os de longo alcance - que poderiam supostamente alcançar os Estados Unidos.

O programa de armas de Pyongyang teve grandes progressos nas últimas décadas - do foguete tático de artilharia em 1960 e 1970 aos mísseis balísticos de curto e longo alcance nas décadas de 1980 e 1990. E agora, um sistema de maior alcance está sendo pesquisado e desenvolvido. Mas o presidente americano Donald Trump disse que isso não acontecerá, e aumentou a pressão sobre o país asiático."
Fonte: BBC

Quando imaginamos que o planeta esta livre dos riscos nucleares, surge uma nova guerra com riscos reais de armamentos nucleares. Apesar dos EUA ter atacado a Síria com uma 'bomba não-nuclear' muito poderosa, a preocupação sobre o arsenal norte-coreano é que deixa o planeta sobre risco.

Mas os nossos medos tem uma linha muito real de limite. A linha da previsão profética.

Jesus, o maior de todos os profetas e Deus-Encarnado, já traçou o limite dessa linha afirmando - "ouvireis falar de guerras e rumores de guerras, mas não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim" Mateus 24.6

"ouvireis falar de guerras" - Jesus deixou claro sobre a realidade desse planeta e a existência de guerras, mas Ele também deixou dois motivos para não termos medo:

"não vos assusteis" - Um dos nomes de Deus no Antigo Testamento é "Senhor dos Exércitos". As guerras não deveriam preocupar os cristãos. Se você estudar os 12 sinais deixados em Mateus 24, você verá que os últimos sinais que deveriam nos preocupar, estão no meio religioso.

"é necessário" - Deus usa os governantes deste mundo em uma partida de xadrez no tablado profético da história humana. A Coréia do Norte é o único país 'não aberto' ao Evangelho, e certamente o regime comunista irá cair e ser aberto ao capitalismo, mas também ao Evangelho de Jesus Cristo. Os EUA como a Segunda Besta de Apocalipse cumpre os propósitos de Deus neste planeta. E um desses propósitos é tirar a força das nações que resistem ao Evangelho. Cuba esteve fechada por mais de 50 anos, mas acabou sendo aberta sem a necessidade da guerra.

"ainda não é o fim" - Apesar da guerra ser algo tremendamente impactante aos humanos, Jesus afirma que não será por meio dela que virá o fim.

O fim de todas as coisas virá dentro do contexto dos versos 12-14 de Mateus 24. Os eventos que são descritos ali estão mais relacionados a questões espirituais do que a políticos, armamentísticos ou conspiradores.

"Quem lê, entenda" Mateus 24.15.

MARIO BERGÓLIO ADMITE OS PECADOS DO VATICANO


“O papa Francisco admitiu que existe corrupção no Vaticano (...) “Existe corrupção no Vaticano, mas eu estou em paz”, disse o líder católico em 25 de novembro de 2016, durante um encontro com representantes de ordens religiosas, e cujos detalhes foram narrados pelo padre Antonio Spadaro na nova edição da revista “La Civiltà Cattolica”.

 “Nas congregações gerais antes do conclave que me elegeu, falavam dos problemas do Vaticano e todos queriam reformas”, disse.

Questionado sobre os escândalos de abusos sexuais dentro da Igreja Católica, o Papa disse que a “disseminação dos abusos é devastante”, mas que o caso precisa ser visto como uma “doença”.

 No início da semana, uma comissão criada pelo governo da Austrália divulgou um relatório inédito sobre casos de pedofilia no país que aponta que 7% dos sacerdotes católicos locais foram acusados de abusos desde os anos 1950. O Vaticano, que possui regulamentações próprias e leis internas para lidar contra a pedofilia e a corrupção, também já foi citado pelas Nações Unidas a prestar esclarecimentos. Em setembro de 2016, a Santa Sé aderiu à convenção da ONU contra a corrupção”. [Fonte: Isto É]

Essa é uma evidência do chamado que Deus faz aos crentes sinceros para saírem do meio do Catolicismo. A profecia faz esse chamado: “Retirai-vos dela, povo meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos; porque seus pecados se acumularam até o céu, e Deus se lembrou dos atos iníquos que ela praticou” Apocalipse 18.4 e 5.

Mario Bergólio admite os pecados da sua igreja, a profecia afirma que os crentes devem sair dela, mas os crentes católicos não percebem por onde Deus esta conduzindo e o que Deus espera dos crentes.


A profecia indica qual o pecado – “luxúria” 18.7 – os pecados sexuais e agora a corrupção desqualificam essa igreja e a colocam exatamente no quadro que o Apocalipse a retrata – “a Grande Prostituta” – uma metáfora para a ‘prostituição espiritual’ que ocorreu no vaticano.

TRUMP - O PRESBITERIANO


"Apesar de já não freqüentar regularmente uma igreja presbiteriana, Trump foi criado como Presbiteriano e ainda se considera um, dizendo: "minha religião é uma religião maravilhosa".
(Como jovem em Nova York, ele começou a frequentar a Marble Collegiate Church, congregação reformada, e nos últimos anos, ele tem sido associado com Paula White, uma pastora evangelica de uma mega-igreja, que vai rezar na sua inauguração.)

O primeiro presbiteriano a ocupar a Casa Branca foi Andrew Jackson eo último, antes de Trump, foi Ronald Reagan. Tanto Jackson quanto Reagan tinham ascendência escocesa-irlandesa. A mãe de Trump imigrou para os Estados Unidos da Escócia.


Uma pesquisa recente feita pelo Pew Research Center mostra que muitos americanos se preocupam com a fé de seus líderes. Por exemplo, metade de todos os adultos americanos dizem que é importante para um presidente compartilhar suas crenças religiosas. E mais pessoas agora dizem que há "muito pouco" discussão religiosa por seus líderes políticos (40%) do que dizer que há "muito" (27%)." Fonte: Pew Research

Na cerimônia de posse do 45o presidente dos EUA, a oração da pastora Paula White quebrou o protocolo de mais de 200 anos, dirigindo a oração cerimonial.
video

O último presidente presbiteriano, Ronald Reagan, foi o que mais contribuiu para a aproximação da Casa Branca com o Vaticano. Reagan e Vojtyla [João Paulo II] foram muito além derrubando o Comunismo Europeu e acabando com a Guerra Fria.

Se esta linha política-religiosa for retomada com o presbiteriano Donald Trump, logo veremos a segunda parte da profecia de Apocalipse 13.13-18 se cumprindo; onde os EUA promove o Vaticano como religião mundial e cria leis para que "a terra e seus habitantes adorem a primeira besta" v12up.

OS EUA COMO UM CORDEIRO

Embora "a Constituição dos Estados Unidos proíbe qualquer teste religioso ou exigência de cargos públicos, ainda assim, quase todos os presidentes da nação foram cristãos e muitos foram episcopais ou presbiterianos, com a maioria do resto pertencente a outras denominações proeminentes.

O novo presidente da nação, Donald Trump, certamente ajusta esse padrão. Trump é o nono principal executivo da nação a ser afiliado com uma igreja presbiteriana. Presbiterianismo tem suas raízes na Inglaterra e Escócia e tem sido ativo na América do Norte desde o século XVII."
Fonte: Pew Research

A Segunda Besta que sai da Terra "parece um cordeiro" v11up; e esta característica pode ser vista no perfil dos presidentes norte-americanos eleitos até o momento.

O principal argumento histórico para essa descrição da profecia é o pretenso caráter religioso destes presidentes. Todos os 45 presidentes eleitos, eram cristãos protestantes, com exceção do J.F. Kennedy que não era protestante, embora fosse cristão.

 
Curiosamente o único católico J.F. Kennedy foi assassinado; o que seria de um presidente católico na presidência dos EUA, a fim de promover a aproximação do Vaticano com os EUA?

Essa aproximação é o climax do papel da Segunda Besta na profecia de Apocalipse 13.12 - "faz com que a terra e seus habitantes adorem a primeira besta [Papado/Vaticano]".

Esses fatos apenas afirmam a credibilidade da profecia bíblica; o que Deus revela em Suas profecias é fidedigno.

Se a profecia afirma esse perfil da Segunda Besta [EUA] e esse perfil é real, a segunda parte da profecia que descreve esse mesmo país se aliando à Segunda Besta, também irá ocorrer.

Tudo é apenas uma questão de tempo.